CUIABÁ

TRABALHO

IBGE abre 128 vagas de emprego em Várzea Grande para o Censo 2022

Published

on

Uma parceria entre a Prefeitura de Várzea Grande e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está oportunizando 128 vagas para recenseadores que irão trabalhar exclusivamente no município, na coleta de dados para o Censo 2022.

As vagas são para nível fundamental completo e as inscrições podem ser feitas até a próxima quarta-feira (15) no Portal do IBGE. A oportunidade de emprego temporário é para o processo seletivo simplificado complementar (PSS).

“O Censo é realizado a cada 10 anos e estava previsto para 2020, mas foi adiado nos últimos 2 anos por causa da pandemia da COVID-19 e de problemas orçamentários. O Supremo Tribunal Federal – STF determinou, contudo, que o governo federal realizasse o Censo em 2022 e para isso precisamos da cooperação das prefeituras para ajudar na divulgação, na disponibilidade de locais para realizarmos os treinamentos e outras ações que são fundamentais para todo o processo”, explica o chefe substituto do IBGE em Mato Grosso, Marcio Cavichiolli completando que o apoio do poder público municipal é fundamental para a realização do Censo, principalmente, no trabalho de conscientização da população local para que receba em sua residência um pesquisador do IBGE.

Leia Também:  Mixto apresenta reforços e nova comissão técnica

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, lembra que em março deste ano esteve reunido com a equipe do IBGE e defende que é através do censo demográfico que o município vai corrigir distorções na partilha dos recursos federais e estaduais arrecadados pelos Governos Federal e Estadual. “Além de gerar emprego e renda, mesmo que temporariamente aos várzea-grandense, os recenseadores darão mais transparência à realidade de Várzea Grande que é a segunda maior de Mato Grosso e a 97ª mais populosa do Brasil e não recebe os repasses de transferência como deveria justamente por não ter um número consolidado de sua população”, disse.

Kalil Baracat ainda pontuou: “A partilha dos impostos arrecadados pelos Governos Federal e Estadual e que pertencem aos municípios levam em consideração a população como quesito primordial, logo se temos uma divergência entre os residentes em nossa cidade, passamos a receber menos recursos do que o correto, por isso o Censo é tão essencial para Várzea Grande e para as demais cidades brasileiras, pois só se faz justiça social contabilizando todos aqueles residentes e que devem ter acesso a educação, a saúde, ao social, a segurança e as obras que garantem qualidade de vida para todos”, frisou o Chefe do Executivo.

Leia Também:  Emanuelzinho destina R$ 11,5 milhões para saúde de Várzea Grande

Para o prefeito de Várzea Grande uma das melhores formas para promover o desenvolvimento da cidade é através da geração de emprego e renda, tornando o maior número de pessoas economicamente ativos para que o desenvolvimento seja uma realidade.

“Recentemente estivemos em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, em busca de conhecimento, know-how para que ainda neste ano de 2022 possamos colocar em funcionamento o Parque Tecnológico visando propagar a inovação e o empreendedorismo, sendo atrativo para novas indústrias e a capacitação de mão de obra especializada” asseverou Kalil Baracat.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLÍCIA

Lei Seca prende cinco motoristas por embriaguez ao volante

Published

on

Cinco pessoas foram presas por embriaguez ao volante durante a Operação Lei Seca, realizada na madrugada deste domingo (24.07), na Avenida Murilo Domingo de Campos, em Várzea Grande. A ação também fiscalizou 100 veículos e aplicou 59 autuações.

Entre as autuações, 32 foram por conduzir veículo sem registro ou não licenciado, 11 por conduzir veículo sob efeito de álcool, cinco por recusa à realização do teste de alcoolemia, cinco por conduzir veículo sem possuir CNH e seis por outros motivos diversos.

A ação também realizou 105 testes de alcoolemia, recolheu 43 veículos, sendo 39 carros e quatro motocicletas e recolheu 15 CNHs. Quatro pessoas ainda tiveram o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) lavrado por dirigirem sem possuir CNH.

A operação é coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública (GGI/Sesp) e nesta edição contou com as forças integradas do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar; Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran) da Polícia Judiciária Civil; Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Guarda Municipal de Várzea Grande.

Leia Também:  Bairros de Várzea Grande recebem ‘mutirão de limpeza’

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA