CUIABÁ

ALERTA

UTIs de MT voltam a lotar e 91% dos pacientes não tomaram todas as doses da vacina

Published

on

Dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs de Mato Grosso, 91%  não completaram o esquema de vacinação. O dado preocupa as autoridades, pois demonstra que a falta da imunização é hoje o principal motivo do crescimento de pacientes infectados e internados em estado grave.

Ou seja, hoje, dia 28 de junho, são 92 pacientes que estão na UTI e que não tomaram todas as doses da vacina.

“Já se passaram mais de dois anos que a pandemia teve início e está comprovado que a vacinação foi a grande responsável por nós termos retornado as atividades normais, como ir para a escola, passear, retirar a obrigatoriedade do uso de máscaras, mas, infelizmente, as pessoas insistem em não fazer o principal, que é completar o esquema vacinal”, destacou a secretária de Estado de Saúde Kelluby de Oliveira.

Kelluby ainda afirmou, de acordo com os dados do Ministério da Saúde, que infelizmente esses pacientes “escolheram não se vacinar e a coletividade é que está pagando por isso”. “As pessoas precisam se conscientizar que tomar todas as doses não protege só quem é vacinado, mas toda a coletividade. Reduz a transmissão do vírus e as chances de quem é infectado com a covid seja levado para uma UTI”, acrescentou.

Leia Também:  Acidente grave entre ônibus e carreta deixa 11 mortos na BR-163

Atualmente não há falta de vacina no Estado. A secretaria tem recebido as doses do Ministério da Saúde e encaminhado para os municípios de acordo com a demanda apresentada. Estão em estoque na Rede de Frio do Estado e nos 15 Escritórios Regionais de Saúde, um total de 646 mil doses, entre Coronavac, Pfizer, Astrazeneca, Pfizer pediátrica e Jansen.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

MATO GROSSO

TRT-23 alerta sobre golpe no WhatsApp sobre cobrança para liberação de alvará

Published

on

Quem tem processo na Justiça do Trabalho em Mato Grosso deve ficar atento a um golpe que vem sendo praticado: criminosos entram em contato com trabalhadores se passando por advogados, informam que há um valor disponível na Justiça para ser sacado e pedem transferência em pix para pagamento de falsas custas.

O TRT-23 informa que não recolhe valores por pix. Eventual cobrança de custas do processo é realizada apenas via Guia de Recolhimento da União (GRU).

Golpe

Até o momento, a informação é que foi realizada tentativa de golpe em cerca de 100 trabalhadores do município de Pontes e Lacerda. Dois deles transferiram R$3.800 cada. Ambos são clientes da advogada Fabiane Batistetti, que atua há 22 anos na região e nunca trocou o número de telefone.

“Os golpistas pegaram a logo do meu escritório e usaram como foto e entraram em contato com os clientes por outro telefone. Uma trabalhadora fez um pix parcelado e a outra pegou dinheiro emprestado com a filha para pagar os golpistas”.

Leia Também:  Áustria anuncia que abolirá vacinação obrigatória contra a Covid-19

Segundo a advogada, os criminosos informam por whatsapp que estão no Tribunal recolhendo o alvará para liberação dos valores. Na sequência avisam que o governo vai descontar 27% do total, a menos que o cliente pague uma “certidão para isentar dessa cobrança” no valor de R$3.800.

A advogada alerta para que nunca se faça qualquer transferência sem confirmar a identidade da pessoa que está falando. “Pede um áudio, liga de volta, faz uma chamada de vídeo ou vá até o escritório do seu advogado”, aconselha.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA